Atuação entre o teatro e o cinema: a performatividade do instante

Por meio da técnica Meisner de atuação e sua atualização dentro do contexto do teatro performativo, a oficina pretende fundamentar importantes características técnicas para o ator nessa fronteira teatro-cinema. Serão aprimoradas habilidades como escuta, impulso, resposta e reação espontânea, além de desenvolver um estado de presença que permita a efetivação de ações menos engessadas. A partir de exercícios práticos e improvisações, será introduzido assim, o conceito de estado de devir: aquele que prioriza a potência do silêncio, do mistério, das micropercepções e da ambiguidade no instante por meio da tensão entre realidade e ficção. O desenvolvimento de tais conceitos  pretendem permitir que o ator identifique seu próprio caminho para performar no palco e também mediado por uma câmera.  A ênfase na performatividade é o ponto de encontro entre o teatro e o cinema, enquanto o cineasta John Cassavetes é a grande inspiração para essa busca.

A presente oficina, que já foi realizada em 5 países, é o resultado da pesquisa desenvolvida por Rodrigo Fischer durante seu doutorado na UnB/Cuny (Brasília/Nova Iorque). Pesquisa essa que buscou investigar correlações entre a atuação teatral e a cinematográfica, determinando um ponto de equilíbrio entre as duas por meio da performatividade do instante. A presente proposta considera que a  materialização de uma atuação potencialmente afetiva é alcançada principalmente por aquele que trabalha no instante. Aquele que não necessariamente se ampara na sua memória pessoal, em seus psicologismos pré-estabelecidos ou ficcionalidades determinantes,  mas que trabalha na correlação entre seu corpo, sua emoção e seu intelecto com o espaço, com o tempo e com outro. É nesse instante que sua experiência se materializa em ação, se materializa em performance. O desafio está na criação de meios para que a experiência de cada ator não seja sufocada, mas que ela transpareça organicamente em sua atuação. É esse o ponto central do trabalho desenvolvido na oficina.